Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Vacinação

Estudantes de Enfermagem do Campus Machado são vacinados para atuar na linha de frente contra a COVID-19

WhatsApp Image 2021 04 14 at 11.48.50A articulação da direção do campus e da coordenação de Enfermagem, junto ao município, teve como objetivo possibilitar as atividades práticas do curso de Enfermagem. De acordo com o diretor-geral, professor Carlos Henrique Rodrigues Reinato, o apoio da Prefeitura e da Secretaria de Saúde foi essencial e possibilita a inserção de alunos nas unidades para colaboração neste momento crítico. “É um marco para o campus, já que são os primeiros estudantes a serem vacinados”, comentou.

A Prefeitura, visando ampliar os atendimentos nas unidades de saúde do município, vacinou, contra a COVID-19, 20 alunos, além dos professores do curso Técnico em Enfermagem do Campus Machado. Em contra partida, eles poderão estagiar nas Unidades Básicas de Saúde e atuar na linha de frente da pandemia, auxiliando e ajudando nos trabalhos da Secretaria de Saúde.

A diretora de Desenvolvimento de Ensino do campus, professora Aline Manke, explica que foram os primeiros alunos a serem vacinados por estarem nos grupos de prioridade. “São estudantes da área de saúde e poderão contribuir com o estágio, trazendo retorno efetivo à sociedade ao colaborarem com as ações de saúde do município, mas para isso precisavam ser vacinados, como os demais profissionais da área”.

Segundo a coordenadora do curso Técnico em Enfermagem, professora Kárita Santos da Mota, a turma de alunos do segundo ano cumpriu disciplinas teóricas em atividades de Ensino Remoto. “A gente tem disciplinas com carga horária prática e no currículo constam 400 horas totais de estágio supervisionado que ocorrem em unidades de saúde e hospitais”. O projeto pedagógico do curso já foi reajustado com as disciplinas teóricas do segundo ano adiantadas para o primeiro. Com o passar do tempo, como a pandemia se estendeu e com a necessidade de dar início ao conteúdo de disciplinas práticas, além da carga horária de estágio supervisionado, será necessário que os alunos estejam em contato com as unidades de saúde.

“Nós, docentes e alunos, estávamos com temor de retomar os estágios que precisam ser feitos em unidades de saúde e hospitais, mas havia a preocupação a respeito de quando os estágios poderiam ser retomados de forma segura", conta Kárita.

A coordenaora do curso explica que uma possibilidade foi fazer um ofício de solicitação à Secretaria de Saúde para essa vacinação, visto que outras coordenações de curso no Brasil também estavam solicitando a vacinação dos alunos para o campo de estágio, consequentemente, os setores de saúde contribuem com a formação de profissionais requisitados neste momento.

Com a vacinação dos estudantes também será possível desenvolver projetos de pesquisa e extensão. “Também será possível trabalharem como voluntários na pandemia, no sentido de educação em saúde e auxiliarem o próprio programa de vacinação”, esclarece. A segunda dose da vacina está prevista para julho. Já existem contratos vigentes com a Prefeitura para a realização de estágios dos alunos, mas a primeira dose já possibilita iniciar as atividades de extensão na Atenção Básica, por exemplo, já que nestas unidades não são atendidos casos de Covid-19 e os alunos já terão recebido a primeira dose da vacina.

Alívio e esperança para os estudantes da área de saúde

WhatsApp Image 2021 04 14 at 11.48.52 1Para a turma de alunos, a sensação é de alívio e alegria. “Estou me sentindo muito honrada por este momento e oportunidade. Quero agradecer imensamente a Deus e também a nossa professora Kárita, por toda atenção com a gente e por nos proporcionar esse momento que até então não estávamos esperando. Estou muito feliz por saber que estamos mais próximos de realizar as aulas práticas e estágios e de poder ajudar ao próximo, contribuindo para vacinar mais pessoas”, contou a aluna Ana Caroline Pereira Carvalho.

“O primeiro sentimento é de gratidão a Deus, pois mesmo em um momento tão difícil me agraciou com essa pontinha de esperança. E depois, agradeço à Secretaria de Saúde por esta oportunidade. E por último, não menos importante, à professora Karita, por todo esse empenho a nos deixar mais próximos do nosso sonho, de podermos estagiar com segurança e logo nos tornarmos profissionais”, comentou a aluna Leticia de Cassia Souza Silva.

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página