Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Energia solar
Início do conteúdo da página

Energia solar

Criado: Quinta, 21 de Mai de 2020, 16h43 | Publicado: Quinta, 21 de Mai de 2020, 16h43 | Última atualização em Quinta, 21 de Mai de 2020, 16h50

Campus Machado amplia capacidade para geração de energia solar

Novas usinas devem gerar economia de quase 50%

20200103 122848Desde que implantou o projeto “IF Solar” em suas unidades, em 2017, o Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) tem buscado alternativas para ampliar o sistema de geração de energia renovável. Com o apoio do deputado federal Odair Cunha, uma emenda parlamentar foi aprovada para investimento na ampliação do projeto, com a instalação de mais 12 usinas nos campi de Machado, Inconfidentes e Muzambinho, três unidades que requerem um consumo maior de energia devido à estrutura das escolas-fazenda.

Nesta quinta-feira, 21 de maio, a instituição está efetivando o empenho das usinas para serem instaladas assim que possível. O Campus Machado receberá 4 unidades. Cada uma delas contém 56 módulos fotovoltaicos com capacidade total de 18,48 kwh. Além dessas unidades, o campus também recebeu outras 12 usinas adquiridas com recursos extraorçamentários da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC), por intermédio da Reitoria do IFSULDEMINAS.

De acordo com o coordenador de Serviços e Infraestrutura, Tales Machado Lacerda, a energia gerada pelo sistema fotovoltaico atual supre cerca de 15% do consumo do campus. Com a ampliação das 16 usinas, a estimativa é de que a escola passe a gerar quase 50% da energia consumida. “A expectativa de retorno do investimento é de 82 meses, sendo que o inicio da economia já é percebida imediatamente após a instalação das unidades de geração fotovoltaica, podendo este recurso ser revertidos para atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão desenvolvidas pelo campus”, explica.

Em 2017, o valor investido na instalação da usina do Campus Machado foi de R$ 467.438,56, o que deve ser recuperado já nos próximos dois anos. Deste valor, metade teve aporte da Reitoria e o restante foi investido pelo próprio campus. Já em 2019, as 12 usinas adquiridas com recursos da Setec/MEC somam R$ 743.141,76. Agora, a captação de recurso para ampliação do projeto, mediante a emenda do deputado Odair Cunha, foi de R$ 247.713,92, totalizando quase R$ 1 milhão de reais investidos na geração de energia solar.

Uma das vantagens do sistema solar fotovoltaico é que ele não requer alta radiação solar para funcionar. Contudo, a quantidade de energia gerada depende da densidade das nuvens, que em número menor pode resultar em uma maior produção de eletricidade, quando comparada a dias de céu completamente aberto, devido ao fenômeno da reflexão da luz solar.

Sobre o Projeto

O IF Solar é o maior projeto de geração de energia a partir de placas fotovoltaicas criado por uma instituição de ensino do país. Cada sistema instalado gera em média 104,88 MWh por ano. Deste modo, cada usina solar evita a emissão de 30.608 quilogramas de dióxido de carbono (CO2) ao ano no meio ambiente. No sistema fotovoltaico, a energia elétrica é produzida pela radiação solar.

 

Texto: Assessoria de Comunicação do Campus Machado

registrado em:
Fim do conteúdo da página