Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > III Jornada da Biologia

Início do conteúdo da página

III Jornada da Biologia

Publicado: Quinta, 05 de Setembro de 2019, 15h54 | Última atualização em Terça, 10 de Setembro de 2019, 14h11

III Jornada da Biologia teve como tema a importância da pesquisa e da ciência

0d01f3ad 91c6 4d9e aada dbd6362a8a39Nos dias 03,04 e 05 de setembro, o Centro Acadêmico de Biologia, com o apoio dos professores do curso, promoveu a terceira edição da Jornada da Biologia. Com uma programação variada de palestras, minicursos e mesa-redonda, o evento contou, pela primeira vez, com a apresentação de relatos de experiências dos estudantes.

De acordo com o estudante Brendon Neto, membro do Centro Acadêmico de Biologia do Campus, o foco desta edição do evento foi a importância da ciência e da pesquisa com o objetivo de incentivar alunos e professores a iniciarem suas próprias pesquisas.

Abertura do evento

cecaae14 aa17 4f28 a5fd 67ac465fd456Durante a abertura da Jornada, três servidoras da instituição participaram de uma mesa-redonda sobre a Importância das Mulheres na Ciência. A professora Karla Palmieri Tavares traçou a trajetória histórica da participação das mulheres na Pesquisa. Segundo explicou, por muito tempo, elas foram impedidas de desenvolverem pesquisas científicas, mas diversas mulheres faziam de forma clandestina. Muitas vezes as descobertas e contribuições feitas por mulheres foram negadas a elas e atribuídas a pesquisadores homens.

“Depois de muita luta, estamos conquistando o nosso espaço. Apesar da baixa representatividade das mulheres na ciência no mundo, em vários países, como o Brasil, estamos presentes na pesquisa quase que na mesma proporção dos homens de uma forma geral”, comentou.

Para contribuir sobre a reflexão do tema, a coordenadora de Extensão do Campus Machado, Michelle da Silva Marques, falou sobre os desafios da participação das mulheres na Ciência e sobre os preconceitos de gênero. Apresentou, ainda, dados sobre a evolução da atuação feminina nos cursos técnicos e superiores do campus, no quadro de servidores e na atuação em cargos comissionados. Segundo as informações apresentadas, esse crescimento também ocorreu com na ocupação das vagas do alojamento feminino de 2009 para 2019. Michelle também falou um pouco sobre sua vivência, enquanto mulher na pesquisa científica. 

Quem também colaborou com a discussão foi a servidora Juliana Roberto de Oliveira, formada em Ciências Biológicas e técnica em assuntos educacionais lotada na Reitoria do IFSULDEMINAS, ela contou um pouco de sua trajetória acadêmica e profissional e sua vivência. Juliana conciliou a vida acadêmica com o trabalho. “A conversa foi muito boa. Acho importante eventos como esse para trazer um pouco da realidade para os alunos e incentivá-los a seguirem na profissão, principalmente na docência”, comentou.

Para a professora Karla, é muito importante discussões sobre o tema, “pois, apesar de todos os avanços conquistados, ainda existe muito preconceito de gênero que precisamos desconstruir. Além disso, em muitas áreas, como a de ciências exatas, a baixa representatividade das mulheres está presente, e precisamos discutir e propor ações para melhorar essa realidade”, disse.

Minicursos e Oficinas

DSC 0156O evento teve início no período da tarde da terça-feira, com um minicurso sobre Dendrologia ministrado pelo professor Walnir Gomes. Na quarta-feira (04), o professor Cloves Gomes de Carvalho realizou o minicurso “Práticas Laboratoriais”. A professora Lêda Gonçalves Fernandes ficou responsável pelo minicurso “Montagem de Insetário e seu uso Didático”. 

À noite, foi a vez dos professores Alexandre da Fonseca e Roberto Azevedo conduzirem o minicurso “Metodologias Ativas na Educação com Ênfase na Biofísica”. Egressos da instituição também foram convidados para contarem suas experiências. Uma mesa-redonda sobre “A Importância do Professor como Pesquisador” encerrou as atividades da noite, com a participação dos professores do Campus Machado José Antônio Dias Garcia, Kátia Alves Campos e o professor Rafael César Faria, do Campus Inconfidentes.

DSC 0258O último dia contou com a oficina “Montagem de Terrário” conduzida pelo aluno Emmanuel Siqueira, na parte da tarde. Á noite, a Jornada se encerrou com a palestra “A História das Abelhas e sua relação com a humanidade: sua importância ecológica, econômica e cultura”, ministrada pelo professor Gleycon Velozo.

 

Texto: Ascom/ IFSULDEMINAS - Campus Machado

Fotos: Ascom e Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página