Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > II Seminário das Licenciaturas

Início do conteúdo da página

II Seminário das Licenciaturas

Publicado: Quarta, 04 de Setembro de 2019, 09h56 | Última atualização em Quarta, 11 de Setembro de 2019, 11h52

Campus Machado realiza o II Seminário das Licenciaturas 

Evento teve como tema inclusão na educação

3Na noite da última segunda-feira, 02 de setembro, o IFSULDEMINAS - Campus Machado promoveu o II Seminário das Licenciaturas no Espaço Sociocultural da unidade. Mais de 160 pessoas, dentre alunos e professores das Licenciaturas, além da comunidade externa ao campus, participaram do evento.

Os coordenadores dos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas, Licenciatura em Computação e os docentes orientadores do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e do Programa de Residência Pedagógica - ambos financiados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) - apoiaram a coordenação do evento.

Segudo a professora Cristina Carvalho de Almeida, uma das organizadoras, a temática da noite surgiu a partir de relatos dos residentes e Pibidianos que desenvolvem atividades de iniciação à docência e estágio em escolas estaduais do município e percebem, como futuros professores, muitos desafios ao vivenciarem a prática pedagógica das escolas públicas. "Os licenciandos, de forma geral, encontram diversas dificuldades e algumas delas estão relacionados à inclusão social na escola", explicou. 

Neste contexto, o seminário deste ano trouxe o professor Dr. Márcio Moterani Swerts para proferir a palestra "Inclusão Escolar: exclusão legalizada ou pertencimento de fato?". Além da exposição de fatos e dados relacionados ao tema, houve espaço para debate entre os participantes.

O estudante do curso de Licenciatura em Computação, Diego Pitta, gostou bastante da palestra. Para ele, essa é uma realidade que os alunos de licenciatura e residentes que atuam nas escolas estaduais veem diariamente, que é uma falsa inclusão de alunos com algum tipo de necessidade especial. "A palestra constrói toda uma linha de raciocínio, que mostra claramente, ao final, que nosso sistema de "inclusão" exclui mais do que realmente inclui", disse.

Uma das sugestões do palestrante consiste na mudança de atitude por parte do professor, o que em sua perspectiva é mais efetivo do que esperar iniciativas do próprio governo para mudar a realidade. Para ele, o professor está sempre em formação, por mais que estude, sempre tem algo a aprender, principalmente na perspectiva da inclusão no contexto escolar.

Para a professora Cristina, "devemos, como professores, sempre trabalhar em equipe buscando ajuda de profissionais que possam nos orientar de acordo com as necessidades educacionais especiais. Cabe ao professor, buscar o melhor para o processo de formação integral de cada um dos seus alunos. O sucesso escolar depende da união de múltiplos fatores: alunos, professores, direção, família e profissionais especializados", disse.

Texto: Ascom/ IFSULDEMINAS - Campus Machado 

Fotos: Divulgação

 

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página