Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > 62 anos do Campus Machado

Início do conteúdo da página

62 anos do Campus Machado

Publicado: Quarta, 03 de Julho de 2019, 13h26 | Última atualização em Segunda, 08 de Julho de 2019, 17h31

 Campus Machado: 62 anos de contribuição para o desenvolvimento regional

DSC 0345 001Nesta quarta-feira, 03 de julho, o IFSULDEMINAS - Campus Machado comemora 62 anos. Com uma trajetória que marcou a oferta da educação profissionalizante na região, sua expansão, desde 2008, permitiu a formação de profissionais além das ciências agrárias. Inicialmente, a instituição contava apenas com a oferta do curso Técnico em Agropecuária. Hoje, oferece 13 cursos regulares graças a sua transformação em unidade do Instituto Federal do Sul de Minas. Além do nível técnico, possui cursos superiores e de pós-graduação nas áreas de Alimentos, Agropecuária, Agronomia, Zootecnia, Informática, Administração, Ciências Biológicas e Segurança do Trabalho.

No último ano, com os dados consolidados na Plataforma Nilo Peçanha, o campus registrou 3.427 estudantes matriculados nos diversos cursos oferecidos, tanto de entrada regular quanto de Formação Inicial e Continuada (FIC) - capacitações com carga horária reduzida. Antes de se tornar unidade do IFSULDEMINAS, contava com cerca de 400 alunos, o crescimento nos últimos 10 anos foi de 900%. Além de apoiar o desenvolvimento regional por meio da capacitação profissional e das ações de Pesquisa e Extensão, os salários de servidores, funcionários, bolsistas e estagiários impactam diretamente a economia local. Toda a comunidade acadêmica representa cerca de 4 mil pessoas. 

Para o diretor-geral do Campus, professor Carlos Henrique Rodrigues Reinato, "são indicadores robustos que demonstram o comprometimento de nossa instituição com a educação pública gratuita e de qualidade, contribuindo para a transformação social de nossa região".

Equipe de trabalho

Para acompanhar toda essa evolução que ocorreu após o ano de 2008, a instituição também expandiu sua equipe de trabalho. Atualmente, conta com 185 servidores, 56 terceirizados, 46 estagiários e bolsistas em projetos de pesquisa e extensão, totalizando 287 colaboradores.  

Infraestrutura

entradaOs investimentos feitos na infraestrutura do campus também buscaram atender aos novos cursos e ao aumento do número de alunos. Construção e reforma de novos prédios para ampliação de salas de aula, laboratórios, alojamentos, setores administrativos e auditórios, possibilitaram melhores condições às atividades de ensino, pesquisa e extensão. Além disso, a nova entrada e a pavimentação das vias de acesso foram finalizadas com o objetivo de trazer mais comodidade e segurança.

Avaliação dos cursos superiores

DSC 0034Os 7 cursos superiores da instituição foram reconhecidos pelo Ministério da Educação e avaliados com notas 4 e 5, que representam excelência, considerando 5 como valor máximo atribuído. O processo de reconhecimento de cursos superiores ocorre quando a primeira turma já cumpriu entre 50% e 75% da carga horária prevista para a conclusão do curso. É realizada, então, uma avaliação para verificar se foram cumpridos o projeto pedagógico do curso e os requisitos legais exigidos para seu reconhecimento. Essa avaliação é feita in loco. Na ocasião, são avaliados: a organização didático-pedagógica, o corpo docente, discente, técnico-administrativo e as instalações físicas.

 

DSC 0288Pesquisa e Extensão

Nos últimos cinco anos, a instituição já promoveu mais de 600 ações de Pesquisa e Extensão. São programas, capacitações, eventos e projetos com o objetivo de fomentar conhecimento, desenvolver pesquisas aplicadas, contribuir com os arranjos produtivos locais e levar os saberes produzidos por alunos e professores à comunidade.     

 

 

Inovação 

O IFSULDEMINAS  é uma das nove instituições da Rede Federal que possui um Polo de Pesquisa e Inovação Embrapii, o foco da unidade instalada no Campus Machado é a Agroindústria do Café.  A torradoratuação está voltada ao atendimento das demandas do setor produtivo, por pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) e à formação profissional para esse tipo de atividades na indústria. A expectativa é fortalecer a base de conhecimento existente gerar soluções tecnológicas, potencializadas pelo mecanismo de compartilhamento de custos e riscos oferecido pela Embrapii para gerar inovação industrial no país. 

Recentemente, por meio de um dos projetos fomentados pelo Polo Embrapii - IFSULDEMINAS, foi lançado um torrador de café portátil em parceria com a empresa Carmo Maq. O produto atende a produtores de café, cafeterias e demais estabelecimentos comerciais, que demandam máquinas de porte pequeno, menor custo e fácil manuseio e que consumam pouca energia elétrica. São diversos projetos sendo captados para desenvolvimento de soluções como essa para o mercado.

 

 Texto e Fotos: Ascom / IFSULDEMINAS - Campus Machado

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página