Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Intercambistas no Campus Machado

Início do conteúdo da página

Intercambistas no Campus Machado

Publicado: Segunda, 08 de Julho de 2019, 12h13 | Última atualização em Segunda, 08 de Julho de 2019, 14h26

Estudantes colombianas encerram intercâmbio no IFSULDEMINAS - Campus Machado

DSC 0016Os últimos dias foram de despedida para quatro intercambistas colombianas que estavam, desde o início de semestre, cursando disciplinas e outras atividades no IFSULDEMINAS - Campus Machado. Além do aprendizado acadêmico e do português mais fluente, Maria Alejandra Bonilla, Maria Isabel Franco, Sara Chacon Agudelo e Eylien Natalia Pilido Diaz levaram na bagagem muitas experiências e histórias para contar. Sara retornou na última terça-feira, 02 de julho. As outras intercambistas embarcaram neste domingo (07).

Elas chegaram no campus em janeiro, duas semanas antes de iniciarem as aulas. Maria Isabel, 20 anos, lembra que “não tinha nada para fazer. A gente queria conversar, queria falar e não tinha ninguém”, diz em bom português. Ela conta que quando começaram as aulas, tudo mudou. “Mas no começo tivemos muitas dificuldades com o idioma. A gente não entendia nada, o ouvido não estava acostumado e a gente ficou muito preocupada”. Neste início, elas tiveram aulas de português com a professora de Espanhol, Aline Renó. “Era a única pessoa que falava e uma menina da Agronomia que fez intercâmbio na Colômbia”.

DSC 0024Alejandra também lembra como esse momento foi difícil. A jovem tem 20 anos, cursa Negócios Internacionais na Colômbia e deixou o emprego em uma multinacional para viver a experiência do Intercâmbio. Conta que quando chegou, estranhou o tamanho da cidade porque estava acostumada com ambiente de capital. “Estou acostumada a morar em cidade grande, aqui é “pequenininho”, não tem muito o que fazer, para ir à cidade tem que pegar ônibus. Me acostumei e gostei de morar aqui, mas estou com muita saudade da minha casa e da família”.

DSC 0031Sara, intercambista mais jovem, tem 19 anos e cursa sete disciplinas na área de Administração. A matéria que mais se identifica é Pesquisa Operacional. Conta que participou da Feira Empresarial do Instituto Federal (Femif) e que adorou a experiência. “Apliquei conhecimentos ensinados nas aulas”. Fez parte da equipe “Bendito Fruto”, de produtos naturais, e sobre a dificuldade com o idioma, contou que a equipe foi muito receptiva e que foram as pessoas que mais ajudaram no aprendizado com o idioma. “O brasileiro é muito ‘amable’. Como se diz em português?”, pergunta.DSC 0021

Maria Isabel cursa Engenharia Comercial na Universidad de Ciencias Aplicadas y Ambientales (U.D.C.A) e escolheu participar não só das disciplinas no curso de Administração, mas também de grupos de estudos. Frequentou algumas reuniões no Núcleo de Estudos em Agroecologia e Produção Orgânica (Neapo), Núcleo de Estudos em Qualidade do Café (Nequali), Cervejaria-Escola (Cervart) e participou de cursos na área de Informática, Inteligência Emocional, Língua Portuguesa e também fez parte da organização da Femif.

Outras vivências

WhatsApp Image 2019 07 08 at 12.17.01 2Além das atividades acadêmicas, elas viajaram e conheceram alguns pontos turísticos do país. Visitaram algumas cidades do sul de Minas e se encantaram com o Rio de Janeiro e com São Paulo. Conheceram o Cristo Redentor, o Museu do Amanhã, Copacabana e Ubatuba. As estudantes comentam que tiveram um outra visão do Brasil, que viram a diversidade o país. “Gostamos muito de Ubatuba, tem praias muito bonitas”, diz Alejandra.

No Rio de Janeiro, viveram alguns apertos típicos da vida estudantil. Elas pegaram Uber para conhecer outros locais, mas se dividiram em dois carros e deixaram as carteiras na bolsa de uma delas. “Quando chegamos, não tinha como pagar. Ficamos uns 30 minutos esperando o outro carro chegar. O motorista ficou muito bravo e ficamos com medo”, conta Alejandra.

Elas ainda provaram muitos pratos típicos do Brasil, acharam a comida apimentada, mas saborosa. Maria Isabel lembrará muito do pão de queijo, típico de Minas Gerais mas consumido em todo o país. "Engordei 12 quilos durante esse período que fiquei no Brasil, finaliza.  

Texto: Ascom / IFSULDEMINAS - Campus Machado

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página